quinta-feira, 13 de março de 2014

BELO HORIZONTE. DO ARRAIAL À METRÓPOLE - 300 ANOS DE HISTÓRIA


DO ARRAIAL À METRÓPOLE 

           O livro, de autoria do jornalista José Maria Rabêlo, em suas 360 páginas fartamente ilustradas, relata o dramático processo de transferência da sede do governo de Minas, de Ouro Preto para o  minúsculo povoado de Curral del Rei. Com base em ampla pesquisa documental, os diversos episódios da evolução belo-horizontina, são examinados e discutidos, como a própria batalha da construção, as irregularidades ligadas à contratação das obras, a vinda dos reis da Bélgica, a Revolução de 30 e o sangrento assalto ao quartel do 12º RI - Regimento de Infantaria - com o balanço de cem mortos, o Estado Novo, o Manifesto dos Mineiros, a condenação e a sagração da Igreja da Pampulha, a redemocratização, o golpe de março-abril de 1964, a instituição da pena de morte em Minas, os torturados e mortos na repressão, a abertura política, etc.
           Na segunda parte,  Capítulos Temáticos são abordados acontecimentos muitas vezes sonegados ao conhecimento público ou simplesmente minimizados, a exemplo do papel da mulher e do negro, os imigrantes e sua diversificada contribuição, os múltiplos estilos arquitetônicos, as agressões à natureza, o assassinato do presidente João Goulart, programado para 21 de abril de 64; a chamada Tragédia da Gameleira, com 69 operários mortos no desastre; os principais grupos culturais e movimentos políticos.
          Trata-se, sem dúvida, de um dos mais completos e elucidadores relatos históricos de Belo Horizonte, que "renova, em grande parte, a historiografia da Cidade", como o livro foi classificado em parecer do Minc, Ministério da Cultura.
            A obra, no valor de R$ 65,00, pode ser solicitada pelo e-mail editorapassadoepresente@gmail.com ou pelo telefone (31) 3282.1320, ou adquirido nas principais livrarias de Belo Horizonte.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Estamos concluindo os entendimentos para o lançamento em grande estilo de Belo Horizonte: do Arraial à Metrópole - 300 anos de história. A necessidade de ampliar as pesquisas nos obrigou a retardar a publicação do livro, que deverá sair em abril ou maio de 2013. Estou certo de que provocará grande repercussão, pois nele fazemos várias retificações sobre o que é apresentado como a versão verdadeira de importantes episódios da vida da Cidade, a começar pela criação do arraial de Curral del Rei, atribuída erroneamente a Silva Ortiz, como único fundador. Nossa bibliografia publicada no livro, é a mais extensa sobre a história de Belo Horizonte. O material fotográfico, igualmente, é de primeiríssima qualidade, revelando alguns pontos pouco conhecidos da Cidade.
Vai aí a última capa do livro:

ÚLTIMA CAPA

TREZENTOS ANOS DE HISTÓRIA


                   Este livro conta 300 anos de história, indo desde os primórdios de Curral del Rei, nos inícios do século 18, até a transformação de Belo Horizonte na metrópole de hoje. Mas não constitui apenas um registro de datas e acontecimentos. Além desse registro, que é feito de forma exuberante, pretende ser um levantamento elucidador de aspectos determinantes da formação da Cidade, muitos deles cercados de dúvidas e controvérsias.
                   Nessa perspectiva, eis alguns dos temas que figuram em suas páginas: Quem foram os verdadeiros fundadores de Curral del Rei? Como se fez a disputa em torno do local para a nova sede do governo mineiro? A reação de Ouro Preto contra a mudança da capital, que quase provocou um levante militar. A urbe republicana, nascida sob as influências do pensamento positivista. O “caso da Itabira Iron” e a batalha do governo estadual pela criação da primeira grande siderúrgica brasileira. A trajetória dos modernistas. A sinuosa operação que entregou os serviços de eletricidade e bondes a um grupo estrangeiro, sem concorrência, nos preparitivos da Revolução de 1930. Por que Benedito Valladares foi o escolhido como governador no período do Estado Novo, em detrimento dos candidatos apoiados pelos grupos políticos tradicionais? As razões para a construção da Cidade Industrial em Contagem, com a anexação àquele município de uma parte do território belo-horizontino. A 2ª Guerra Mundial e suas repercussões locais. A capela da Pampulha: da rejeição pela Igreja a atrativo mundial. A conspiração em Minas para o golpe de 1964. O atentado para assassinar o presidente João Goulart em comício na Praça da Estação. O golpe e os mineiros mortos pelo regime militar, inclusive de um dos irmãos do ex-vice-presidente e jurista Pedro Aleixo. A contribuição dos imigrantes, de sua chegada aos dias atuais. O papel do negro e da mulher, ignorado por grande número de historiadores. Os diferentes estilos que marcaram a arquitetura da Capital. A especulação imobiliária e a mineração sem controle, responsáveis por sérias agressões ao patrimônio urbanístico e ao meio ambiente, principalmente na Serra do Curral. Os prefeitos municipais, 14 deles de origem estrangeira. A transformação da Região Metropolitana no terceiro polo econômico do País, confirmando o título do livro: Belo Horizonte. Do arraial à metrópole.
                   Reunindo uma equipe de pesquisadores e analistas, esta é uma obra para quem quiser conhecer e entender a história da Cidade em seus múltiplos e diferentes aspectos.
                  
Bem, amigos, estou certo de que prestaremos um serviço importante para o conhecimento de Belo Horizonte, do arraial à metrópole.
Abraços,
José Maria

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Belo Horizonte: do Arraial à Metrópole – 300 Anos de História

Este blog se destina a receber críticas e sugestões sobre o livro Belo Horizonte: do Arraial à Metrópole – 300 Anos de História, que estamos elaborando e que deverá circular nos próximos meses. A obra compreende todo o período que vai desde a criação do Arraial de Curral del Rei, em inícios do século XVIII, até os dias atuais.

Belo Horizonte, 20 de outubro de 2011
José Maria Rabêlo